Criar filhos hoje em dia não tem sido fácil

Criar filhos hoje em dia não tem sido fácil

Esses dias fui no show do Frejat. Me deu saudade do tempo em que as músicas falavam de amor ou que passavam uma mensagem bacana.

Fico bastante confusa com essa questão do machismo. Dizem que antigamente era bem pior. Será? Já repararam nas músicas que bombam entre a meninada hoje em dia? Tenho um menino de 9 e estou bem por dentro do que eles escutam. As letras são de doer de tão machistas. Tento com todo o meu empenho  apresentar músicas de qualidade para ele. Consigo, já que ele gosta de muita coisa que eu mostro. Mas como vocês podem imaginar através de amigos e da internet ele foi apresentado a esse show de horror que rola hoje em dia.

Antigamente crianças não tinham contato com músicas que tem letras tão baixas, hoje sim. Hoje muitas das músicas que fazem sucesso tem letras horríveis, apologia ao sexo e mulher vista total como objeto.  E não adianta dizer: “Meu filho nunca vai ouvir”. Vai sim, essas músicas são como praga. O que podemos fazer é explicar que aquilo que ele está escutando significa tratar uma mulher mal e com desrespeito. Além de explicar, podemos proibir dentro de casa, mas eles não vivem em uma bolha. Nossos olhos alcaçam até um ponto.

Antigamente a gente ouvia:

“Procuro um amor que seja bom pra mim, vou procurar, eu vou até o fim, e eu vou tratá-la bem para que ela não tenha medo”

Hoje em dia temos essa pérola que eu, sem brincadeira, tenho vontade de vomitar (desculpa não achei outra palavra):

“Que ela veio quente, hoje eu tô fervendo

Quer desafiar? Num tô entendendo

Mexeu com o r7 vai voltar com a … ardeno”

Antes bombava:

“Te amo com a certeza de que você pode ir, te tenho com a certeza que irá voltar pra gente ser feliz, você surgiu e juntos conseguimos ir mais longe.”

Hoje em dia o que faz sucesso é:

“Ah safada, na hora de tomar madeirada, a menina meteu o pé pra casa e mandou um recadinho pra mim…”

Juro que tenho vontade de parar o mundo para eu descer com todas as crianças desse país. Por um mundo com letras de música de qualidade, por um mundo menos machista, por um mundo com bons exemplos!

(Visited 326 times, 1 visits today)
Thaís Vilarinho

Mãe de dois meninos lindos Matheus e Thomás, Fonoaudióloga Clínica. Pratico corrida e Muay Thai. Adoro escrever, viajar, escutar música, ver um bom filme, sair e estar com a família e os amigos. Sou curiosa, adoro conhecer e aprender coisas novas.

Share This Post

Escreva um comentário