Memória é presença

Memória é presença

Memória algo tão subjetivo, com tantos significados.

Mas porque será que guardamos tão pouco?

São tantos dias vividos para tão pouco que fica.

Memória também é uma incógnita.

Podemos viver a mesma situação e eu guardar e você não.

Fotos? Ajudam, mas não gravam a real sensação que aquele momento nos causou. Só a memória tem esse poder, só a memória tem essa mágica.

O que adianta uma foto com sorrisos se o que fica na memória são os te amos não ditos.

Memória é cheiro, é música, é lugar, é emoção, é companhia.

Eu só queria guardar mais, muito mais, queria que a minha memória fosse um mega pendrive.

Quando criança a gente guarda menos ainda. As memórias da infância vem como flashes, recortes de momentos.

Me dá um aperto no peito de pensar que posso esquecer momentos com os meus filhos, e mais aperto ainda de pensar que eles podem esquecer momentos que tivemos juntos.

E eu não queria perder nada, nadica de nada.

Queria lembrar de cada diálogo, cada brincadeira, cada conversa, cada época, cada momento, cada choro, cada riso.

Mas o que podemos fazer?

Tem momentos mágicos e únicos que não precisam de repetição. Como o dia do nascimento. Mas acho que a repetição com emoção faz a memória guardar momentos do cotidiano no coração.

O que você gostaria que o seu filho guardasse na memória da infância?

Eu quero estar presente na memória deles

Pelo abraço e o beijo apertado, mas também pelo não na hora do errado.

Eu quero estar presente no aconchego na hora de dormir, mas na mão que solta na hora de partir.

Eu quero estar presente na memória deles no dia do choro mais doído e no dia do sorriso mais lindo.

Por isso, se estamos presentes na vida deles estaremos registrados em suas mentes.

E estar presente é em todos os momentos e não só quando você dá o brinquedo.

Memória é presença constante, é sequência de frustração, sequência de amor, para darmos a eles um coração cheio de calor.

Texto: @maeforadacaixa

 

(Visited 659 times, 1 visits today)
Thaís Vilarinho

Mãe de dois meninos lindos Matheus e Thomás, Fonoaudióloga Clínica. Pratico corrida e Muay Thai. Adoro escrever, viajar, escutar música, ver um bom filme, sair e estar com a família e os amigos. Sou curiosa, adoro conhecer e aprender coisas novas.

Share This Post

Escreva um comentário