Sem idealização, sem frustração

Sem idealização, sem frustração

Na gravidez parece que tudo vai ser simples, afinal, é só seguir o Be a Bá dos livros de regras sobre ser mãe. Não é?

Doce ilusão.

Na gravidez a gente romantiza demais.

Mas como romantizar algo sem conhecer a outra parte da relação?

A gente romantiza porque esquece de um grande detalhe: o bebê que vai chegar. Esquecemos que esse bebê é um ser com características próprias.

Os bebês assim como nós tem suas particularidades.

Por isso não esqueça…

A maternidade não é feita só de mãe.

E sim da mãe, do bebê, de uma realidade singular e de possibilidades decorrentes das particularidades dos dois.

Por isso cuidado com as idealizações.

Você pode morrer de vontade de usar sling, mas seu bebê pode odiar.

Você pode estar certa que seu bebê vai dormir no berço desde a primeira noite, mas ele pode não se adaptar.

Você pode ter certeza absoluta que seu filho vai chupar chupeta, mas ele pode não pegar.

Por isso o grande segredo para não ter frustração é: não idealize, espere para ver o que vai acontecer já que a maternidade não depende só de você, mas também do seu bebê.

Texto: @maeforadacaixa

(Visited 76 times, 1 visits today)
Thaís Vilarinho

Mãe de dois meninos lindos Matheus e Thomás, Fonoaudióloga Clínica. Pratico corrida e Muay Thai. Adoro escrever, viajar, escutar música, ver um bom filme, sair e estar com a família e os amigos. Sou curiosa, adoro conhecer e aprender coisas novas.

Share This Post

Escreva um comentário