Débora Bronner, empreendedora e Fora da Caixa

Débora Bronner, empreendedora e Fora da Caixa

Conheci a Débora através de uma amiga que temos em comum. Quando soube da sua história, logo pensei…hummmmm, super bacana para o blog! Mãe de dois meninos a Débora mudou de profissão após a maternidade. Acho extremamente importante compartilhar a história dela aqui no blog, pois muitas mulheres que deixaram de lado sua profissão, estacionam e não conseguem pensar que podem fazer várias outras coisas na vida. Por isso leia a história da Débora, é no minímo inspiradora!

MFC: Qual é a sua formação profissional?

DB: Fiz faculdade em propaganda e MKT e sou formada em design pela academia brasileira de arte.

MFC:  Trabalhou quanto tempo com publicidade?

DB: Trabalhei 15 anos com publicidade, atuando em diversas agências até montar a minha própria estrutura onde obtive muito sucesso.

MFC: Porque decidiu parar de trabalhar após ser mãe?

DB: Achei importante me dedicar aos meus filhos do mesmo jeito que sempre me dediquei aos meus grandes projetos. Na verdade ter filhos foi, sem dúvida, o meu maior projeto! Não tem preço ficar em casa enquanto eles são pequenos. Fez toda a diferença!

MFC: Quando deu o click que não conseguiria ficar só com a vida de mãe e que precisaria fazer algo?

DB: Decidi voltar a trabalhar pois criar é minha essência. Sem criar eu não estava me reconhecendo. Meus moleques começaram a ir pra escola e então achei que tinha que voltar. Tinha concluído mais uma etapa. Sou muito ativa, não paro!

MFC: Como foi essa mudança da publicidade para a moda?

DB: É muito engraçado quando me perguntam: porque trabalhar com moda se você é publicitária? Eu sempre criei… Mas imprimia minhas idéias no papel, no triplex, através de um filme, em uma página de revista. Hoje imprimo minhas idéias na seda, no Tricot, em uma estampa. Enfim, criar uma coleção é como criar uma campanha. Tudo tem que ter o link. As cores precisam se conectar, as estampas precisam dizer algo. O processo criativo continua.

MFC: Da onde veio a idéia de desenhar roupas?

DB: Sempre fui muito ligada com moda por isso a decisão de migrar da publicidade pra moda, foi natural. Ser publicitária me ajudou a identificar o target que eu queria atingir e como sou uma empreendedora nata me fascinou a idéia das malinhas rodando por SP e da comunicação ser digital. Por achar que tudo digital poderia ficar muito frio, já que sou muito comunicativa e adoro conhecer pessoas, resolvi que seria importante participar de bazares/ eventos para ter proximidade com minhas clientes.

MFC: Conta um pouco da Aureole. Como funciona? Como é a sua rotina de trabalho?

DB: Minha rotina de trabalho e bem dinâmica, as coleções mudam de 3 em 3 meses … o tempo voa! Começo com o processo criativo! Vou atrás de tecidos, pilotagens, oficinas e início a produção. …é tudo junto e misturado…risos! Exemplo, no momento estou vendendo verão e já estou produzindo a coleção de inverno.

Pra quem não conhece a Aureole é uma marca que tem 1 ano. Você pedi a Malinha e experimenta no conforto da sua casa.

Texto da campanha: Tem provador mais confortável do que o seu quarto? Pra gente, não. Daí vem a idéia da malinha Aureole: você escolhe os modelos e recebe em casa sem compromisso.

As peças que não quiser, a gente passa no dia seguinte pra pegar. Simples e confortável como deve ser.

Aureole. Peça já a sua Malinha.

MFC: Como se sente fazendo algo que ama?

DB: Estou super feliz de poder dividir com vocês está minha história. Realmente fazer o que a gente ama e conseguir ser mãe pra mim é motivo de grande alegria. Hoje consigo fazer meus horários, consigo ir nas apresentações dos meus filhos, e consigo fazer a Aureole da minha melhor maneira.

MFC: Qual é a diferença da mãe Débora antes de voltar ao trabalho e depois?

DB: Sem dúvida conciliar agenda do escritório e das crianças não é tarefa fácil! Mas fiz algumas mudanças importantes para conseguir estar cada vez mais presente na Aureole e na vida dos meus filhos. Meu escritório é perto de casa e da escola. Isso ajuda muito! Minha prioridade são meus filhos sempre! Mas não posso não me reconhecer mais, pra mim trabalhar faz com que eu cresça e eu não posso parar. Adoro quando meus filhos vão a um evento e me vêem trabalhando. Sinto que eles têm orgulho de mim.

MFC: Nós incentivamos as mães a fazerem algo fora a maternidade. Não necessariamente um trabalho, mas algo que as façam bem e felizes. Você acha isso importante? Por que?

DB: O recado que eu posso dar é: seus filhos vão estar felizes se você estiver realizada. Não importa se você vai abrir um negócio, fazer trabalho voluntário ou começar a fazer academia. Cresça com eles, evolua e aprenda com eles. Seus filhos estão escrevendo a história deles, e você tem que escrever a sua.

image6

Nas fotos, as peças linda da Aureole criadas pela Débora!

image1

image1 image2 image4 image5


(Visited 756 times, 1 visits today)
Thaís Vilarinho

Mãe de dois meninos lindos Matheus e Thomás, Fonoaudióloga Clínica. Pratico corrida e Muay Thai. Adoro escrever, viajar, escutar música, ver um bom filme, sair e estar com a família e os amigos. Sou curiosa, adoro conhecer e aprender coisas novas.

Share This Post

Escreva um comentário