Tempo perdido

Tempo perdido

“Todos os dias quando acordo, não tenho mais o tempo que passou.” Verdade.

“Mas tenho muito tempo, temos todo o tempo do mundo.” Será?

Quando nos tornamos mães, o valor do tempo muda. Ver a rapidez com que um filho cresce é como levar um soco no estômago.

E o sentimento que vem é:

Não dá para esperar para viver! “Quando eu parar de trabalhar”, “Quando eu mudar de cidade”, “Quando eu me organizar”, “No fim de semana”…

Não existe melhor hora para viver do que a que você vive nesse exato momento.

A grande verdade que não quer calar é que vivemos cada vez mais acelerados:

“Nossa que correria”, “Minha vida está uma loucura.” Será que estamos achando “legal” ter uma vida corrida? A gente tá correndo do que mesmo?

E os filhos onde ficam nessa correria? Tem que estar correndo atrás da gente para poder ter um pouquinho de atenção?

Pouco tempo

Muitos planos

Pouco tempo

Muita ansiedade

Pouco tempo

Muita falta de paciência

Sempre damos um jeitinho de colocar mais um item na nossa lista infinita de coisas a fazer. E quem disse que no fim do dia conseguimos realizar todos os planos que tínhamos? E com tantas coisas a serem ticadas da nossa lista, acabamos ansiosas e sem paciência com quem mais precisa dela: nossos filhos.

E a vida não espera.

A primeira gargalhada do seu filho não espera um dia que você não esteja de mau humor.

Os primeiros passinhos não serão exatamente na hora que você não estiver no celular.

O movimento do seu filho vir te contar algo importante não vai ser, necessariamente, no fim de semana. Pode acontecer no olho do furacão, quando você está resolvendo mais um item da sua lista.

A vida acontece nos seus dias bons e ruins. Ela não espera você estar com a sua lista toda ticada, e com o melhor humor do mundo. Ela acontece a cada segundo!

A vida não acontece somente nos momentos “propaganda de margarina”, ela acontece na  rotina punk do dia a dia.

Por isso, procure desacelerar, diminuir a lista, e se sentir incrível por fazer isso.

Simplifique, minimize ao máximo e use o tempo que sobrar com quem é prioridade: seus filhos.

E lembre-se,

Não temos tempo a perder!”

(Visited 303 times, 1 visits today)
Thaís Vilarinho

Mãe de dois meninos lindos Matheus e Thomás, Fonoaudióloga Clínica. Pratico corrida e Muay Thai. Adoro escrever, viajar, escutar música, ver um bom filme, sair e estar com a família e os amigos. Sou curiosa, adoro conhecer e aprender coisas novas.

Share This Post

Escreva um comentário