Mãe tem que olhar para o próprio umbigo sim!

Mãe tem que olhar para o próprio umbigo sim!

Escuto muitas mães se queixando que nunca tem tempo para elas, entretanto, percebo que muitas dessas mães não se permitem ter tempo, e vivem única e exclusivamente em função dos filhos.

Por isso eu pergunto:

Será que já não está na hora de voltar a olhar para você e começar a fazer coisas que você tem vontade e que tem a ver com a sua identidade de mulher e não de mãe? 

Espero que esse texto te ajude a refletir e que você comece a encontrar caminhos para voltar a ser mais quem você era antes de ter filhos.

Quando nos tornamos mães, preenchemos praticamente todo o nosso tempo envolvidas com os filhos. Realmente, a falta de tempo é algo que faz com que nós nem pensemos em coisas que nos agradam e nos dão prazer.

Na hora que começamos a pensar em algo que gostaríamos de fazer, logo surgem as perguntas:

– Como vou fazer um exercício logo cedo se, de madrugada, acordo de três em três horas para amamentar?

– Como vou fazer algo que gosto se saio do meu trabalho e vou voando para casa para ver as crianças?

E também surgem as desculpas:

– Meu sonho era aprender a tocar violão  mas não tem como, pois ocupo todo o meu tempo livre com os meus filhos e não tenho mais idade para isso.

– Adoro ballet mas estou fora de forma e muito velha para isso.

Entendo que quando se tem um bebê muito pequeno, e que estamos  amamentando, falta disposição e o cansaço é tanto que não dá nem para pensar no assunto. Afinal, nessa época com recém-nascidos, se perguntarmos para uma mãe o que ela mais ama fazer na vida a resposta vai ser: DORMIR. Entretanto, depois que eles crescem um pouco, que as coisas vão acomodando e que os bebês passam a dormir mais durante a noite, as desculpas se acabam.

Hoje eu, por exemplo, passei o dia com os meus filhos, não tive tempo de escrever mas meu coração dizia que eu precisava. Agora é 00:00, eles estão dormindo como anjinhos, e estou aqui escrevendo porque, na verdade, é algo me me faz feliz e me dá prazer! Então, sacrifico um pouco o meu sono mas, por outro lado, me sinto bem e feliz produzindo para o blog!

E vocês? Fora estar com a família, o que as faz felizes?

Algum esporte?

O trabalho?

Pintar?

Surfar?

Dançar?

Ir ao cinema?

Relaxar?

Meditar?

Ler?

Tomar um café com as amigas?

Escutar música?

Viajar?

Cozinhar?

Estar em contato com a natureza?

Tocar um instrumento musical?

Todas as alternativas acima? Eu sim, quase todas rs!

Agora entenda, se você gosta de fazer algo não desista, pois isso faz parte da mulher que você é.

Organize-se com os horários, abra mão de alguma coisa, mas não deixe para trás algo que faça você sorrir e se sentir bem. Fazendo algo que gosta você renova as energias a mente e a alma e, com toda a certeza, será uma mulher e mãe mais feliz!

Mulheres-mães fazem coisas que elas amam, que vão além da maternidade, e que dessa maneira, se encontram e tornam-se mulheres melhores!

Mães fora da caixa vamos viver e ser felizes! Afinal, como canta Lulu Santos, “Hoje o tempo voa amor, escorre pelas mãos mesmo sem se sentir. Não há tempo que volte amor vamos viver tudo o que há para viver. Vamos nos permitir ”

Porque devemos sim olhar para o nosso umbigo!

 

(Visited 892 times, 1 visits today)
Thaís Vilarinho

Mãe de dois meninos lindos Matheus e Thomás, Fonoaudióloga Clínica. Pratico corrida e Muay Thai. Adoro escrever, viajar, escutar música, ver um bom filme, sair e estar com a família e os amigos. Sou curiosa, adoro conhecer e aprender coisas novas.

Share This Post

2 Comentários

  1. Camila Gomes - 11 de julho de 2015

    Passei muito tempo vivendo só para minha filha,hoje ela está com dez anos.E estou aprendendo a olhar mais para mim,de me arrumar mais de sair para me divertir,e estou pensando até em voltar a estudar no próximo ano.Porque ela vai crescer, e aí o tempo não vai voltar.

Escreva um comentário