É no silêncio que a maternidade ecoa

É no silêncio que a maternidade ecoa

“Em que momento você acha que a maternidade acontece?

Será que dá para precisar?

Para cada uma em um momento diferente?

Pode ser…

Mas tenho para mim que ela acontece no silêncio absoluto, nos espaços que ficam ocos e sem nenhum som! É no silêncio que a maternidade ecoa.

Os espaços ocos são preenchidos com sentimentos e lembranças de momentos vividos.

A maternidade definitivamente não realiza no caos.

No dia a dia estamos agindo, correndo de um lado para o outro, falando, orientando, cuidando, é um agito sem fim.

Não dá para realizar nada que se guarda no coração e na memória no caos. A gente pode até viver no caos, mas para compreender precisamos de silêncio.

É no silêncio que a cabeça consegue entender o processo pelo qual estamos passando. E que processo…

Sim, porque a maternidade é um grandioso e complexo processo de aprendizado, auto conhecimento e doação.

Por isso o silêncio é tão necessário,

Por isso precisamos desses espaços.

Sinto a maternidade acontecer

Enquanto amamentava no meio da madrugada,

Observando eles dormirem,

Em um parque enquanto olho eles brincarem.

No aconchego da minha cama,

Chorando de cansaço no chuveiro,

Na hora que caminho com eles de mãos dadas,

Quando vejo eles interagindo com alguém,

No abraço apertado da amiga que sabe exatamente o que estou sentindo.

Sinto que nesses momentos os sentimentos vão se unindo, se organizando, e vou a cada dia sentindo que absorvo mais e mais a essência de ser mãe.

Devemos nos permitir esses momentos de silêncio e espaços, que fazem com que a maternidade ecoe dentro da mente e do coração da gente.”

Texto: @maeforadacaixa

(Visited 206 times, 1 visits today)
Thaís Vilarinho

Mãe de dois meninos lindos Matheus e Thomás, Fonoaudióloga Clínica. Pratico corrida e Muay Thai. Adoro escrever, viajar, escutar música, ver um bom filme, sair e estar com a família e os amigos. Sou curiosa, adoro conhecer e aprender coisas novas.

Share This Post

Escreva um comentário