O segredo da vida é o caminho do meio e amor, muito amor

O segredo da vida é o caminho do meio e amor, muito amor

Às vezes tenho impressão que nós mães e pais vivemos em uma selva perigosíssima e lutamos com unhas e dentes para que os nossos filhos sobrevivam.

Selva? Sim! Sobreviver? Sim! É exatamente essa a sensação.

Todos os dias centenas de artigos são escritos dizendo o que não devemos dar para os nossos filhos comerem; que devemos lavar as roupas novas das crianças antes de usarem, senão elas poderão ter sérios problemas de pele; que protetores solares são tóxicos; que criança não pode assistir televisão e nem mexer no tablet; o horário que os nossos filhos devem ir para cama; sobre como é ruim gritar com os filhos; que não podemos dar beijo na boquinha deles por não ser higiênico; sobre o ar das grandes cidades ser um risco para a saúde das crianças; entre outros diversos e mais inusitados assuntos. E a sensação que passa é que nós mães e pais estamos sempre fazendo algo errado.

Outro dia li algo sobre “os malefícios das bolachas recheadas para a saúde”.

Gente, sério, tudo tem limite vai? Por favor, não estou dizendo que não devam existir pesquisadores e nem pesquisas, vejam bem, só acho que o bom senso é de fato a melhor coisa que existe nesse mundo.

Para os autores desses artigos eu tenho um recado: agradeço a preocupação de vocês, mas a vida de mãe já é bem complexa! Lidar com a minha culpa materna é o suficiente, por isso me desculpe mas não vou lidar com as suas descobertas para sentir mais culpa ainda entende?

Sinceramente estou exausta, afinal quem não se cansaria em uma selva tentando salvar os filhos de tudo o que pode matá-los?

Essa enxurrada de informações já não faz mais sentido para mim! E outra, na época da minha vó não tinha nada disso. Mesmo assim minha mãe sobreviveu a tudo o que os pesquisadores descobriram que não é “bom”, e depois eu também sobrevivi! E olha que comi muita bolacha recheada.

Por isso meus filhos assistirão à TV, e vão mexer no tablet sem excesso, claro; dormirão tarde de vez em quando; vão comer bolacha recheada uma hora ou outra; continuarão a passar o protetor que sempre passaram mesmo as pesquisas dizendo que protetores solares são tóxicos; escutarão uns gritos porque eu sou humana e vou acabar gritando algumas vezes, se tiverem vontade de usar uma blusa nova sem lavar vou deixar; vou continuar dando beijinhos na boquinha deles porque sei que daqui a pouco não vão mais querer; continuarão respirando o ar de uma grande cidade, até gostaria que não mas não tem como, moramos em São Paulo.

Então, quando eu receber o mais novo artigo dizendo de algo que não é bom para as crianças vou filtrar e usar o bom e velho bom senso.

Estou saindo da selva para VIVER e não mais SOBREVIVER com os meus filhos!

E como já dizia a minha bisavó, o segredo da vida é o caminho do meio, sempre com muito amor!

(Visited 666 times, 1 visits today)
Thaís Vilarinho

Mãe de dois meninos lindos Matheus e Thomás, Fonoaudióloga Clínica. Pratico corrida e Muay Thai. Adoro escrever, viajar, escutar música, ver um bom filme, sair e estar com a família e os amigos. Sou curiosa, adoro conhecer e aprender coisas novas.

Share This Post

Escreva um comentário