Observadora de Mães

Observadora de Mães

Gente tenho que confessar: Sou uma observadora de mães! É sério! Adoro estar em qualquer lugar e observá-las com seus filhos.

Cada vez que observo tenho mais certeza que ser mãe é entrega, amor, cuidado e carinho. São tantos gestos, tantas palavras, tantas demonstrações de afeto que nem sei por onde começar, mas vamos lá:

O cuidado da mãe colocando seu bebê no carrinho do supermercado e dando um beijo em sua testa; a delicadeza da minha funcionária arrumando na sacola os chocolates e a comida que eu mando para o jantar das suas meninas; minha prima filmando e conversando com uma doçura tocante com sua bebê de apenas 2 meses de idade; a preocupação de uma mãe que havia perdido o filho dentro de uma loja no shopping, e depois a expressão de alívio e o abraço apertado que deu nele na hora que o encontrou; a dedicação, empenho e preocupação de uma amiga com os estudos da filha, o beijo carinhoso de tchau de uma mãe quando deixa o filho na terapia, o seguir o coração de uma outra amiga que tirou suas crianças de uma escola que eles gostavam e colocou em outra, mesmo que fosse longe e incerto mas fez por acreditar que seria o melhor para os filhos; as lágrimas de várias mães que presenciei no primeiro dia de aula dos filhos; a alegria de uma amiga no dia em que ia fazer uma surpresa paras suas meninas presenteando-as com uma cachorrinha; minha outra funcionária alisando a barriga na espera da chegada de sua primeira filha; a dedicação integral e a clareza de educar de uma amiga que é mãe de primeira viagem, mas que para mim parece já ter uns 5 filhos pela maneira sábia que lida com o seu pequeno; a alegria de uma amiga compartilhando com o filho a coleção do álbum do ano, trocando as figurinhas e completando o álbum junto com ele; a expressão de felicidade de tantas conhecidas que vi, através de fotos, no dia do nascimento dos filhos; as lágrimas nos olhos da minha mãe e o abraço apertado cheio de sentimento e emoção que ela me deu no dia do meu casamento; a tranquilidade, doçura e paz de uma mãe amamentando o filho sentada em um banco de um shopping lotado e barulhento; uma outra mãe no clube brincando de amarelinha com toda a alegria do mundo com seu filho; a atenção e preocupação de uma amiga com o filho que não estava feliz com a volta às aulas e todo o seu empenho para que ele se sentisse bem; o sorriso e a emoção no rosto de uma outra mãe vendo a filha perder o medo de mergulhar na natação; a alegria de duas amigas mandando o vídeo dos filhos andando de bicicleta sem rodinhas pela primeira vez; uma mãe coberta de areia brincando na praia com os filhos; uma outra amiga que buscou o filho na escola e dentro do ônibus, ao lado dele, escutou com atenção, carinho e empolgação tudo o que ele disse sobre o seu dia na nova escola. A alegria estampada no rosto de outra prima que demorou anos para engravidar mas que agora desfruta da maternidade com muita felicidade.

Enfim é tanto amor materno que já não tenho mais como colocar aqui. Só sei que cada gesto me emociona muito, e é por tudo isso que penso que ser mãe é uma experiência única que faz brotar o amor mais sublime e profundo que uma mulher pode sentir. Dessa maneira penso que a frase mais perfeita que já li sobre mães para citar nesse fim de semana tão especial em decorrência do dia das mães é essa:

“Deus não pode estar em todos os lugares por isso criou as mães.”  Provérbio Judeu

Passe a ser uma observadora de mães você também (incluindo se auto observar), é um exercício maravilhoso que aquece o coração!

image-4

 

 

(Visited 960 times, 1 visits today)
Thaís Vilarinho

Mãe de dois meninos lindos Matheus e Thomás, Fonoaudióloga Clínica. Pratico corrida e Muay Thai. Adoro escrever, viajar, escutar música, ver um bom filme, sair e estar com a família e os amigos. Sou curiosa, adoro conhecer e aprender coisas novas.

Share This Post

18 Comentários

  1. Erika - 9 de maio de 2014

    Thaís querida, falta vc nessa observação!! Vejo uma mãe com um coração puro, se esmerando em mostrar aos seus filhos como enfrentar o mundo sem perder a doçura. Vejo uma mãe que se entrega por completo, mas que não se esquece que ela também precisa ser completa. Vejo uma mãe que também não se esquece nunca que também é filha. Vejo uma mãe maravalhosa, carinhosa, cuidadosa, atenciosa! Love u amiga!!!

  2. zilda drummond - 9 de maio de 2014

    Thaís, vc é uma mãe atenta, dedicada, bondosa, gentil, delicada, doce e que quer mostrar aos seus meninos que fazer o bem é sempre o melhor caminho!!!! Admiro a mulher, mãe, filha e amiga que vc é. Te amo!!!

  3. Leila Panza - 9 de maio de 2014

    Prima linda, que post incrível!!! Também sou uma observadora de mães, principalmente pra me comparar e ver se posso melhorar nesta infinita luta que é ser uma boa mãe. Nestas minhas análises, ouvi há uns 5 anos uma frase muito interessante de uma mãe e avó maravilhosa: “Excesso de amor não estraga ninguém”. Abracei essa frase e vivo com ela para criar/educar e amar meus filhotes: a neném de 2 meses, o cão-filho de coração de 4 anos e o rapazinho de 18 anos. Bjks, obrigada e feliz dia das Mães pra todas nós!

    • Thaís Vilarinho
      Thaís Vilarinho - 9 de maio de 2014

      Leiloca lindona! É isso mesmo a observação muitas vezes no inspira para tentarmos melhorar sempre! Amo vc!! Só fiquei na duvida da avó? Qual das duas? Bjos Amo vc!!

  4. Karina MIranda - 10 de maio de 2014

    A sensibilidade da Tha não está só em observar mães, mas sim toda forma de relacionamento humano regado de amor e afeto. Tenho certeza que ela enxerga o mundo de outro ângulo. Na verdade, ela assiste a tudo de um camarote especial, enquanto a grande massa está na pista. Por isso, amo sem fim!

    • Thaís Vilarinho
      Thaís Vilarinho - 10 de maio de 2014

      Ka, vc é uma das mães que dói meu coração em não poder observar e estar por perto se tem algo que eu queria nessa vida era morar bem pertinho de vc e dessa família linda que vc formou! Tenho uma saudade gigante e sem fim!Amo vc! minha irmã!

  5. Ana Paula Oliva - 10 de maio de 2014

    Tha, obrigada pela referência em seu lindo e emocionante texto. Ter o primeiro dia das mães com meu filho no colo será uma sensação indescritível, pensei q nunca teria essa dádiva… Foram muitos anos de espera, sofrimento e frustrações até q nosso presente de Deus finalmente nos foi concedido… Você bem sabe como o Rafinha foi desejado! E agradeço a Deus todos os dias pelo nosso milagre! Como você brilhantemente escreveu, ser mãe é uma constante entrega, que estou agora experimentando dia após dia. Parabéns pelo Dia das Mães e saiba que te admiro demais.como mãe e filha. Bjs prima!

  6. roseli dos santos vilarinho - 10 de maio de 2014

    Thaís, a Erika tem razão faltou você…. eu a observo e vejo a mãe com M maiúsculo que ama infinitamente seus filhos e que abraça a missão de criar e educar com uma dedicação incrível.
    Admiro você e todas essas mamães jovens que você mencionou (algumas eu conheço). Um beijo a todas elas pelo DIA DAS MAES, e um em especial a você minha querida filha.

    • Thaís Vilarinho
      Thaís Vilarinho - 10 de maio de 2014

      Mãe, Na verdade todas nós estamos em todos os gestos!! Fico muito triste de não passar o dia das mães com vc mas muito feliz de vc estar ai com sua mãe e realizando com tanto carinho o sonho dela! Amo vc Feliz dia das Mães para vc que é a Minha mãe que eu Amo!!!!!

  7. Aloha - 11 de maio de 2014

    Tha, não faço ideia do que é ser mãe, mas observo todos esses gestos e carinho que elas têm com seus filhos.
    Você, sem dúvida alguma, se tornou uma mãe maravilhosa e eu te admiro muito.
    Feliz dia das mães!!!!
    Adorei seu post!
    Amo você
    Beijos

  8. Bia - 11 de maio de 2014

    Thata lindo texto!! Nao me impressionada nada a sensibilidade que voce teve para escrevê-lo, pois voce é assim, se dedica a tudo com o maior carinho, amor, atenção. Com os meninos então, todas essas qualidades se afloraram e assim eles vão crescendo cada vez mais lindos, educados e boas pessoas!! Fruto da dedicação, amor, natos da sua personalidade!!
    Feliz dia das mães!!!
    Te amo

    • Thaís Vilarinho
      Thaís Vilarinho - 11 de maio de 2014

      Biri, Tenho toda a certeza que vc será uma ótima mãe tb pois o ensinamento do pai e da mãe foi essencial e fundamental para eu ser uma boa mãe. Te Amo muito e não vejo a hora de te ver mãe bojos

Escreva um comentário