Layout do quarto do bebê

Layout do quarto do bebê

A Barbara Ciporkin é uma amiga minha muito querida que junto com a sócia Daniele Parzianello comandam a Parter Arquitetura. Quando ela me falou de todas as questões importantes para o projetar o quarto de um bebê achei que seria uma idéia super interessante de post! Espero que gostem! 
Barbara,
Obrigada pelo carinho com o blog!
“Quando chega a hora de montar o quartinho do mais novo -e tão esperado- morador, as mamães já pensam logo nas cores, nas estampas, no tema e em mil formas de deixar esse cantinho encantador. Para nós arquitetas, os detalhes vão um pouquinho além da simples decoração.

Em primeiro lugar, é preciso definir a área a ser trabalhada e o layout desejado para poder determinar o tamanho exato dos móveis, preocupando-se sempre com a livre circulação dos pais e do bebê, já que em pouco tempo ele se tornará um verdadeiro explorador.

O posicionamento do berço é a questão mais importante, ele nunca deve ficar exposto a correntes de ar, evitando assim que as mudanças de temperatura ponham o conforto e a saúde do bebê em risco. Da mesma forma, o bercinho deve estar distante de objetos perigosos como cortinas ou cabos de luminárias. Na fase da exploração, as mãozinhas curiosas se interessam por tudo, o bebê pode alcançar esses objetos, subir por meio deles ou até se enrolar.

bercolongedecortinaseobjetosperigosos

Quadros, enfeites, nichos e toda a decoração precisam de um cuidado especial para não caírem no bebê. Tudo deve estar muito bem fixado (em alguns casos até colado), para evitar acidentes.

O trocador deve ser colocado bem próximo à área do banho, facilitando seu acesso e evitando que o bebê circule molhado além do necessário.

trocadorbelocalizado

O ambiente deve ter a circulação livre, o uso de iluminação indireta, balizadores e abajures que possam permanecer ligados durante a noite, e que não atrapalhem o sono do bebê, são ideais para a vigilância dos pais e os momentos noturnos de amamentação.

iluminacaoindiretafacilita

Os revestimentos e texturas como forro de gesso, cortinas, tapetes (antialérgicos e antiderrapantes) e papéis de parede têm uma função mais do que especial, além de dar personalidade ao ambiente e deixar a decoração linda, eles ajudam a abafar os ruídos externos, tornando o quartinho mais aconchegante e a hora do sozinho garantida.”

Por Daniele Parzianello e Barbara Ciporkin, da Pater Arquitetura

(Visited 553 times, 1 visits today)
Thaís Vilarinho

Mãe de dois meninos lindos Matheus e Thomás, Fonoaudióloga Clínica. Pratico corrida e Muay Thai. Adoro escrever, viajar, escutar música, ver um bom filme, sair e estar com a família e os amigos. Sou curiosa, adoro conhecer e aprender coisas novas.

Share This Post

2 Comentários

  1. Francine M. - 3 de novembro de 2014

    Adorei o post! Já anotei todas as recomendações! bj

Escreva um comentário