A geração que não sabe esperar!

A geração que não sabe esperar!

-Mamãe, monta pra mim?

-Espera um pouquinho filho, já vou.

-Não, agora!

 

-Mamãe, tá chegando?

-Já já vai chegar querido!

-Que demora!

 

-Mamãe, não tem nada pra fazer.

-Vai brincar com seus brinquedo Thomás.

-Já brinquei, e agora o que eu faço?

Já repararam como essa geração de crianças está imediatista ao extremo? Vocês tem sentido isso com seus filhos? Para eles tudo tem que acontecer rápido e esperar parece algo impossível!

Esses dias, lá em casa, aconteceu algo que me despertou para esse assunto. Meus filhos não assistem muita TV. O que eles mais gostam são filmes, por isso, o que pega lá em casa é o Netflix. Porém, esses dias coloquei no Discovery Kids para o meu filho de 4 anos relembrando, quando eu assistia esse canal com o meu filho maior que já está com 7 anos. Ele começou assistir um programa e adorou, mas, quando chegou a hora do intervalo ficou revoltado!

-Porque parou mamãe?

-Filho é hora do intervalo, daqui a pouco volta!

E ele achou um absurdo ter que esperar! Aquilo pra mim foi um choque!

– Como assim Thomás? É muito difícil esperar para começar de novo? E ele retrucou:

-É!

Se pararmos para pensar fica fácil perceber que essa geração sofre por ter que esperar! Como é saudável e importante saber esperar. Como é saudável e importante não ter nada para fazer. Afinal, é no ócio que a criatividade aparece!

Então comecei a refletir sobre o assunto. Por que será que essa geração está tão imediatista?

E as primeiras respostas que vieram foram: A tecnologia! E fazermos, sempre, a vontade dos filhos! Bingo!

Olha só, o mundo está cada vez mais rápido com toda essa tecnologia, as crianças estão o tempo todo fazendo alguma coisa! Elas não conseguem ficar sem fazer nada. Por que? Pois são super mega ultra estimuladas, e isso tudo tem um preço. Na minha opinião, para as crianças de hoje, faltam algumas coisas que são super importantes na formação de um indivíduo. São elas: paciência, calma, concentração e estimular a criatividade através do ócio.

Nós adultos, sem querer, contribuímos com toda essa FALTA nos nossos filhos. Como? Fazendo suas vontades! Juro, não me lembro de meus pais realizarem tanto as minhas vontades como vejo os pais fazerem hoje com seus filhos. Me lembro muito mais de escutar não do que sim! E posso falar, fui uma criança muito feliz assim!

Você lembra de quando viajava de carro com seus pais e passava muito tempo olhando a paisagem e pensando em nada. Então é essa tipo de momento  “precioso”que as crianças não tem mais hoje em dia. E eu me assusto com o que isso pode causar lá na frente.

Muito difícil ser mãe nesse momento em que a tecnologia está a mil, e que tudo acontece muito rápido, faço minha parte para que meus filhos não paguem um preço alto por viverem nesses tempos de WiFi e conexão 24 horas por dia. Temos que saber dosar e orientar nossas crianças. Criança tem que brincar, saber viver o ócio criativo e aprender a esperar!

(Visited 1.725 times, 1 visits today)
Thaís Vilarinho

Mãe de dois meninos lindos Matheus e Thomás, Fonoaudióloga Clínica. Pratico corrida e Muay Thai. Adoro escrever, viajar, escutar música, ver um bom filme, sair e estar com a família e os amigos. Sou curiosa, adoro conhecer e aprender coisas novas.

Share This Post

9 Comentários

  1. Daniela - 18 de março de 2015

    Oi Thais é exatamente assim mesmo que estão a geração dos nossos filhos. Me identifiquei em tudo com seu texto. Tenho duas filhas, uma de 14 e outra de 2 e passo por isso aqui também. Ótimo texto para refletirmos nossas atitude.

  2. Ana Beatriz - 6 de outubro de 2015

    Socorro!!!! Tenho um filho de 2 anos e 8 meses e ele não sabe esperar. Ele adoro o desenho peppa pig e quando vai para o comercial ele faz o show, e confesso que isso me dar nos nervos. Irei procurar ajuda com uma psicóloga para me ajudar a trabalhar a espera ele.
    Mas não é somente no desenho, não. É em tudo ele não sabe esperar.

  3. mara - 14 de janeiro de 2016

    Ana Beatriz, impossível ficar indiferente ao seu comentário! Pois tenho um filho da mesma idade que o seu… e passo pela mesma experiência que a sua! Meu filho também adora a peppa pig… e também da show na hora que vai para o intervalo! Só que aqui essa experiência foi um pouquinho alem… dia desses num ataque de “fúria” por causa do intervalo, ele arremessou o controle na televisão. Conclusão, danificou a tela da TV! Queimou que não teve nem conserto!!! O episódio rendeu castigos, quase um tapa na bunda, conversas e mais conversas… Mas sem efeito pois, a impaciência dele continua! Pra tudo!!!
    Excelente texto Thaís!

    • Thaís Vilarinho
      Thaís Vilarinho - 27 de janeiro de 2016

      Oi Mara, realmente eles não sabem esperar, mas é isso ai castigos e força ensinarmos para eles aprenderem que não tem outro jeito a não ser esperar!

  4. Paula - 15 de julho de 2016

    Exatamente assim, a minha tem 3 anos e tenho colocado mais desenhos na tv e ela está se acostumando a esperar o comercial a ver que acaba um e começa outro diferente, não necessariamente o que ela quer… Mas vira e mexe tem dá os pitis rsrs. Antigamente víamos desenho de manhã e tinha que esperar até o outro dia! Como diz minha avó “eram outros tempos” rsrs

    • Thaís Vilarinho
      Thaís Vilarinho - 28 de julho de 2016

      Bem isso Paula, eles tem muita dificuldade de esperar! Antigamente era muito mais fácil ensinar crianças a esperar! Bjos e obrigada por comentar!

  5. Luana - 21 de julho de 2016

    Mães, crianças pequenas ainda não tem como discenir nem o que é fantasia do que é realidade. O que acontece numa tela (tv, computador, tablets, e outras porcarias) eles podem entender que sejam como o que lhes cerca ( enquanto a mãe lhe canta uma musica pra dormir, nao vai entrar um comercial, ou enquanto ele brinca com um bichinho de estimação, um irmão, ou colega, tambem nao terá esses intervalo) que acontece de forma continua, sem interrupções abruptas.
    Experimente você ser interrompida de uma “hipnose” com musicas altas e diversas imagens mudando freneticamente em sua frente…
    É muio triste ver que essa geração está sendo formada por personagens, e não pelos seus responsáveis/ cuidadores, e o pior, os pais fazem sem maldade, e algumas vezes por “orientação” médica, “Ah mae, olha a indicacao de faixa etaria do programa”, como ja aconteceu com uma amiga, ao perguntar para a ped sobre tv para o filho de 1 ANO!!!!
    Digo isso porque sou mãe, e quando pensei em apresentar desenhos aà minha filha, assisti sozinha a alguns episodios (não, não tenho tempo pra ver nada). E peppa pig, achei inocente, mas extremamente materialista, um barco some com tds as crianças, e o avô (dono do barco) diz que espera que seu barco eteja bem. No outro, o pai da peppa está com sua bicicleta, mas demora a chegar em casa, e a peppa diz que espera que sua bicicleta esteja bem. WTF ! Só eu achei isso absurdo???!
    O desenho facilita sim a vida das maes, principalmente das super maes que trabalham, estudam, cuidam da familia em geral, só que vale a pena pensar se é realmente bom para as crianças, ou se talvez esse “não saber esperar” não seja a personificação do que ela ja vê nas telas.
    Limite às tecnologias para os pequenos, pelo amor!
    Vale muito lembrar:
    Bebês e crianças, agem por imitação.
    Não é facil educar, e não é todo dia que temos o mesmo tempo, disposição e energia, mas eles, ah eles sempre estão no 220v
    Conversar, estabelecer rotinas, regras, negociar, impor limites (ser firme sem ser dura, é possivel), se relacionar com amor e paciencia, porque se nao tivermos, vai ser dificil que nossos frutos tenha.

    Bjs

Escreva um comentário