11 blogs 11 segredos/ O corpo depois da maternidade

11 blogs 11 segredos/ O corpo depois da maternidade

Assim que engravidamos começam as mudanças, nosso corpo está formando um novo ser humano e isso é a coisa mais maravilhosa do mundo. É o milagre da vida.

Me senti muito abençoada durante as minhas duas gestções, entretanto as formas arredondam, os enjoos começam, a gente retém liquído e posso ser sincera, não é nada legal essa parte.

Tem muita gente que diz por aí: Nossa engordei só 8 quilos, eu penso: Ok, bom para você. Mas sabemos que não é o que acontece com a maioria das mulheres. Fico bem revoltada com essa mulherada, que corresponde a 1% das mulheres grávidas do mundo, magérrimas nas capas de revista, dizendo que se sentem belíssimas grávidas. Gostaria de um pouco mais de realidade nas revistas. Desculpa, não foi assim comigo e nem com as mulheres que eu conheço. Não dá para negar, o corpo muda muito. Quando ou meus nasceram ainda parecia que eu estava grávida por muitos dias. Além disso, tem a amamentação, eu acho uma delícia, mas no ínico é todo um processo até que tudo entre nos eixos.

Bom, o que eu quero dizer é que toda essa questão e todas as mudanças do nosso corpo relacionadas com a maternidade são profundas. Se você está realmente entregue a maternidade consegue entender essa profundidade.

No começo, deixamos essa questão de lado já que é através do nosso corpo que eles se alimentam. Na verdade é tanta atenção que um bebê demanda que nem temos tempo de olhar no espelho e pensar no nosso corpo, o que é totalmente natural.

Mas conforme ela crescem e desmamam passamos a nos voltar mais para nós mesmas. Então percebemos com mais cuidado as mudanças do  nosso corpo pós maternidade e começamos a pensar mais a respeito. E sobre isso, cada uma tem uma opinião diferente. Tem mães que mesmo com estrias, flacidez, peso extra, peitos flácidos estão ok e devem ser respeitadas. Mas tem outras que querem melhorar algo aqui, algo ali, sofrem com algumas marcas deixadas pela maternidade e também  devem ser respeitadas.

Da mesma maneira que as que não se incomodam não devem ser rotuladas como desleixadas ou acomodadas, as que buscam melhorar não deve ser olhadas como exageradas ou perfeccionistas. Somos completamente livres para escolhermos o corpo que queremos ter.  Por isso se conheça, respeite sua opinião sobre si mesma e não se importe com os rótulos!

Thaís Vilarinho

  • Para Criança
Meu corpo mudou desde o dia que soube estar grávida. Ficou sim bem maior, a pele não é mais a mesma mas eu lido com isso da melhor forma que posso lidar. Sim, eu gostaria de estar uns 10 Kg mais magra, gostaria de ter a pele com menos manchas, gostaria de ter feito uma plástica nos seios, e a lista segue imensa… E o incômodo que sinto incomoda quando vou comprar uma roupa, quando vou pra uma piscina e fico mais à mostra com biquini, e lidar com a insatisfação tem sido tranquilo, pois racionalmente sei que depende apenas de mim e de minhas atitudes mudar pra não ter esses incômodos.
Karina Ruela, mãe da Alice, de 3 anos e 2 meses, Social Media responsável pelo Para Criança. O Para Criança existe para incentivar a ligação entre pais e filhos através de passeios, cultura, diversão, entretenimento e viagens. Aproveitar a infância é essencial! Conheça o blog
  • 50 Tons de Mãe

Uns quilos a mais, uma barriguinha que não existia, seios menos rígidos, essa sou eu após a gravidez, entretanto, tem um pequenininho com muita saúde andando sobre duas perninhas lindas! Eu nunca fui da maromba é sempre tive facilidade para manter um bom peso mas, a gravidez mudou sim tudo isso. É claro que a idade também contribuiu, acredito que ambos têm dificultado à volta a boa forma. De qualquer forma eu sou muito feliz, independente de qualquer estereótipo imposto pela sociedade! Eu sou é a favor do bem estar e da saúde!

Sou Isabela Falleiros e escrevo para o blog 50 Tons de Mãe, onde compartilho minhas experiências e descobertas como mãe, além de coisas que toda mulher gosta. Conheça o blog

  • Clube de Duas

A gravidez é um período de graça. A mulher engorda, “arredonda”, todos os hormônios transbordam a pele e a mulher recebe todos os elogios possíveis, de linda a radiante, de esquina a esquina. Quando o bebê nasce, há toda uma transformação hormonal, de rotina e de corpo. Eu gostaria de ter exagerado menos na comida durante a gravidez, ter cuidado mais do meu corpo com hidratantes e exercícios físicos durante a gravidez para poder ter um pós parto menos estressante. No meu caso, demorei um ano e meio para voltar ao meu peso na primeira gravidez, achei que nunca mais conseguiria emagrecer, acho que toda a confusão hormonal dificulta a perca de peso, acreditei em todo mundo que dizia que eu iria perder peso rapidinho e quebrei a cara! Apesar de ter acontecido tudo isso, me fez ter uma consciência corporal muito grande, pois se antes eu tinha um bom corpo sem dificuldades, após o parto precisei suar a camisa pra emagrecer, fechar a boca, escolher bons alimentos, descobri o que me fazia bem ou mal, o que acelerava ou freava o metabolismo. Tive um bom pós parto do segundo filho e espero que tenha um pós parto melhor ainda do terceiro. Apesar de me sentir bem com meu corpo após os partos, nunca deixei de pensar em intervenções médica para a região do abdômen e no silicone para preencher o “peito mamado”, me sinto muito bem com meu corpo, mas isso não significa que uma coisa ou outra não me incomoda.

Sou Thieli, empresária e mãe de três meninos, escrevo o blog Clube de Duas há 6 anos um blog divertido, dedicado a lifestyle, moda e maternidade. Conheça o blog

  • Clube da Fraldinha

Amamentei o Théo até 1 ano e ele era uma máquina de sugar. Meus seios nunca mais foram os mesmos e isso me incomoda muito. Sempre tive seios fartos, me perguntavam se eu tinha prótese te tão redondos que eram. Hoje eles estão murchos e caídos. Não sou mais a mesma, e não gosto sequer de vê-los. Isso não tem solução, não é como emagrecer que depende de dieta e exercícios, seios flácidos só se transformam em seios firmes por intervenção cirúrgica e ela está mentalmente planejada após o segundo filho, que ainda não veio.

O Clube da Fraldinha trata dos mais diferentes e variados temas ligados à gestação e à maternidade. Falamos de decoração, festas, cuidados, dia-dia, produtos, comportamento, educação, higiene, lazer e muito mais. Entrevistas com mães famosas, programação infantil, dicas de viagens e colunas profissionais são nossos destaques. Conheça o blog

  • Mamãe de 1 viagem
Nossa, por onde começar? hahaha Mesmo tendo ficado seca de magra antes da Laura fazer 2 anos (sim, demorou e vai demorar de novo depois dessa gestação também: de pressão basta outros aspectos da vida), meu quadril nunca mais foi do mesmo jeito. Expandi, sei lá hahaha Os seios deram aquela muxibada básica – que pretendo sim dar aquela boa guaribada depois de a Julia (de quem estou grávida de quase 5 meses) crescer, desmamar e demandar menos colo (para a recuperação da cirurgia). Tirando isso, descobri apenas agora na 2a gestação que tive diástase na gestação da Laura, ou seja, meu músculo do abdômen se dividiu em dois (é super comum, até a Sandy contou esses dias que também teve) e portanto meu abdômen não é mais o mesmo. A não ser que ele fique com 2 dedos de espaço pós gestação, isso nem é tão preocupante e portanto, não me importo. Se ficar alarmante, há cirurgia pra isso também. Ou seja, sem pressão ou desespero por aqui com todas essas mudanças. :)
 
Mariana Belém é editora e responsável pelo blog Mamãe de Primeira Viagem que começou há 4 anos dentro do portal da Veja SP, já grávida da sua primeira filha Laura. Criado para dividir suas angústias e dores ao perder um bebê antes de ter sua primeira filha, o blog segui de forma independente e acabou por tomar o rumo de dividir suas novas experiências como mãe e mulher com objetivo de “abraçar” outras famílias em momentos delicados, especiais, inseguros, emocionantes e difíceis da vida pós maternidade.Conheça o blog
  • Mães Brasileiras

Não engordei muito durante a gravidez e, isso contribuiu para que logo após o nascimento deles meu peso caiu abaixo do normal, depois do primeiro ano de vida, comecei a me preocupar com alguns quilos e principalmente com a barriga, é algo que gostaria muito de perder.
A maternidade influenciou muito, ate porque voltar com o corpo de antes e preciso muita dedicação, disciplina, exercícios, boa alimentação, disponibilidade e, creio que a genética ajuda muito.
Me incomoda e, aos poucos irei tentar melhorar  a barriga e os quilos a mais que adquiri, por questão de saúde e vaidade, desculpem a sinceridade, sou mulher e gosto de me cuidar. Agora que os gêmeos estão maiores e consigo arrumar um tempinho e, esse que vou investir em mim e no meu bem estar. Sem neura ou obsessão, apenas cuidado. (Cleo S Oliveira)

Portal Mães Brasileiras – Feito por mães reais, para mães reais. Duas mães em diferentes situações e experiências vividas, mas com único sentimento, o amor incondicional pelos filhos. Conheça o blog

  • Criançaria

Eu e meu marido sempre malhamos muito antes de eu ficar grávida, então, após a maternidade me vi com mudanças bem grandes no corpo. Posso dizer que sempre levei muito numa boa as mudanças pós parto, mas claro que eu colocava uma meta para melhorar ou amenizar aquela “situação”! Com o tempo muita coisa volta ao normal naturalmente, e o que demora mais, basta um esforço maior que fica tudo no lugar novamente!

Bela Aires é advogada e mãe de duas princesas de 7 e 4 anos. Desde que se tornou mãe passou a ter um interesse ainda maior por todo o universo materno e/ou infantil. Assim, surgiu o Criançaria, um site onde ela divide suas experiências e muitas informações. Conheça o blog

  • Universo Jatobá

Quando me vi barriguda de gêmeos com o abdomen dilatado, quadril alargado, peitos inchados e 18 kilos a mais, pensei: – Nunca mais biquini, shortinho, manguinhas de fora…. Até o momento em que resolvi compartilhar o medo de ficar matrona numa  boa conversa com minha medica. Ela me mostrou fotos de pacientes que transformaram este pavor em energia e trabalharam para se transformarem em lindas mulheres depois do parto! – Priorize a dieta e a atividade física! Nao ceda ao cansaço, nem às tentacoes da boca. E assim foi. Liberada do resguardo de 2 meses da cesariana, comecei a andar 40 minutos na esteira por dia. Em 4 meses ja havia retornado à musculacao e em 6 meses estava de volta aos asanas da Yoga. Brigadeiro de colher so no fim de semana. Cardapio leve e balanceado, mas sem muitas restricoes para nao prejudicar a amamentaçao.Aos poucos o espelho exibia a recompensa pelos esforços. É claro que ficaram algumas sequelas da gravidez: seios menos empinados, pele implacavel de sobra na barriga e um bumbum mais contido. E daí? A felicidade de ser mãe parece que é cega! O corpo é resultado de uma mente focada e determinada. E algumas “cicatrizes” sao inevitaveis pra mostrar que o que está dentro importa mais que a embalagem!

Universo Jatobá é um portal de bem estar e sustentabilidade que entende que o equilíbrio é a chave de uma vida saudável e completa. Como mãe de gêmeos, eu, Rosana Jatobá, também falo dessa experiência maravilhosa e procuro ajudar outras mães nessa incrível missão. Conheça o Blog.

  • Leticia Dream Baby

Acredito que além das mudanças óbvias ocorridas durante a gestação, as principais mudanças no corpo da mulher após a maternidade ocorrem devido à mudança no estilo de vida. Se ela consegue ter uma vida parecida com a que tinha antes, não sentirá tantas mudanças, mas muitas vezes as mães não conseguem organizar seu tempo para fazer tudo que gostariam e cuidar do corpo acaba ficando em último plano.
Quem se exercitava regularmente e deixa isso de lado pode sofrer ainda mais com essa mudança.
Quando não conseguimos dormir o suficiente nosso corpo também sente os efeitos deste mal.
Mas em alguns casos, a maternidade é uma nova fase para a mulher e ela pode se redescobrir e ter vontade de cuidar mais de si mesma.

Leticia Dantas é mãe do Ben, blogger e social media mom. Ela é também a criadora do canal Mães na Disney, onde compartilha dicas de viagem. Em seu blog ela traz informações e inspirações relevantes sobre o mundo materno, afinal a vida é melhor com filhos. Conheça o blog
  • Mamãe de Casa
As principais mudanças no meu corpo foram por “culpa” minha. Os quilinhos a mais que ganhei depois do primeiro são por conta de passar tanto tempo em casa com guloseimas à mão. Cabelo num eterno rabo de cavalo, pele mal cuidada… Como eu lido? Eu não ligo, digo lido! Deixo passar dia após dia, até que chegará a minha hora, quando sei que terei tempo para me cuidar… Será? Rsss… Sinceramente não me preocupo com isso. De vez em quando dou um tapa no visual para agradar aos olhos do marido e ele fica satisfeito. Mas os outros 28 dias no mês, não sou nada além de uns pneus e seios caídos dentro de um pijama velho e gasto.

O blog Mamãe de Casa foi criado pra dividir o dia a dia de uma mãe em tempo integral, cheia de expectativas, dúvidas, sonhos e medos, mas com muita disposição para aprender e bastante humor para escrever.. Criação com apego é a minha filosofia! Conheça o blog

(Visited 4.797 times, 1 visits today)
Thaís Vilarinho

Mãe de dois meninos lindos Matheus e Thomás, Fonoaudióloga Clínica. Pratico corrida e Muay Thai. Adoro escrever, viajar, escutar música, ver um bom filme, sair e estar com a família e os amigos. Sou curiosa, adoro conhecer e aprender coisas novas.

Share This Post

4 Comentários

  1. Carol - 20 de novembro de 2015

    Sensacional o texto, a opinião e as experiências de cada uma. Fui mae cedo, aos 19. Nao engordei muito na gravidez pq tive complicações, na verdade, engordava 1kg por mês e nos últimos 2 meses da gestação aumentei mais que isso.
    01 mês após o parto ja estava usando 36 de novo (graças a Deus), mas nem tudo é perfeito. Fiquei com estrias na barriga, e onde eu tinha piercing (nas duas peles do umbigo: em cima e embaixo) estourou 4 estrias bem juntinhas e funda que detonou a estetica do meu umbigo e barriga.
    Acho q quando se é mãe solteira, é muito mais dificil aceitar as mudanças do corpo.
    Enfim, voltei a “namorar”, me dar oportunidades de conhecer novas pessoas, ir ao clube, agora, depois de 1a6m.
    Incrível como uma gestação, um sonho lindo de viver, pode se transformar em um grande pesadelo pra tantas pessoas!
    Que Deus continue inspirando vcs!
    Sigo o perfil do @50tonsdemae no Instagram, e adorei o tema da semana.
    Beijos d luz sobre TODAS! ♥

  2. Bruna - 26 de novembro de 2015

    A Jatobá acabou comigo… Basta disciplina? Nossa, nos 6 primeiros meses do meu filho eu não conseguia nem pensar direito kkk Deixa só eu perguntar algo que pode fazer eu me sentir um pouco melhor: tu tinhas babá e/ou empregada em casa? Mãe que ajudava? Por favor, me diga que, pelo menos, isso!

Escreva um comentário